Minimalismo e sobriedade. Estas são as características da decoração oriental, mais especificamente a japonesa, que podem ser usadas para ornamentar o quarto de bebê. As opções mais populares do mercado são os adesivos de paredes com ideogramas japoneses. Tecidos como seda e linho em cortinas e detalhes do enxoval de bebê dão um toque especial à composição temática.

Detalhes em bambu podem ser usados no kit higiene e complementam a decoração oriental do quarto de bebê. Os origamis, tradicionais figuras japonesas, podem ser aplicados nos bordados das peças do enxoval de bebê, especialmente nos protetores de berço, mesclados a arremates em nervura e patchwork.

Para as meninas, é indispensável ornamentar o quarto de bebê com um Ikebana, arranjo floral tradicional japonês, que tem a finalidade de promover o equilíbrio. Para isso, o número de flores ou ramos deve ser sempre ímpar. Ainda para elas, uma graciosa opção para incrementar a decoração são as kokeshis, bonecas artesanais típicas esculpidas em madeira e pintadas à mão.

A sakura, árvore tradicional japonesa parecida com a cerejeira, também tem espaço cativo na decoração oriental e é indicada para o quarto de bebê, podendo ser reproduzida em luminárias ou adesivos de parede. A árvore floresce entre os meses de março e abril, marcando o início da primavera, e dura apenas uma semana, simbolizando a efemeridade da vida. A espécie é conhecida por sua forma delicada e pela beleza das flores.

Outros elementos típicos dão sofisticação à decoração oriental do quarto de bebê. Entre elas, estão os Tsurus, origamis coloridos que simbolizam a ave pernalta que frequenta as lagoas ao norte da Ilha de Hokkaido, no Japão, e podem ser usados como móbiles de berço. Seu significado está relacionado à longevidade, sorte e felicidade.